terça-feira, 30 de dezembro de 2014

FOTOS CONFRATERNIZAÇÃO NATALINA AVE - 30 de DEZEMBRO DE 2014

CAROS AMIGOS DO MFPC e MChFM
ABAIXO FOTOS DA CONFRATERNIZAÇÃO NATALINA DO A.V.E. (OBRA SOCIAL MANTIDA PELO CASAL Pe MIGUEL BRANDÃO E Ma DE LOURDES) QUE É APOIADA PELO MFPC CEARÁ e MChFM - FRATERNIDADE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO.
MAIS DE 100 IDOSOS E SUAS FAMÍLIAS GANHARAM CESTAS BÁSICAS (100), EVANGELHO, TERÇO E BRINDES GRAÇAS AS GENEROSAS CONTRIBUIÇÕES, PRINCIPALMENTE DO MFPC CEARÁ (R$ 3000,00 SOMENTE REFERENTE A OUTUBRO, NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014 - DEPOSITADO PARA O MIGUEL NO DIA 22 DE DEZEMBRO). O MChFM (Movimento Champagnat da Família Marista - Fraternidade Nossa Senhora da Assunção) TAMBÉM AJUDOU NESTA ARRECADAÇÃO. TAMBÉM FOI SERVIDO UM DELICIOSO ALMOÇO PARA OS IDOSOS, FAMILIARES E AMIGOS PRESENTES.
ESTIVERAM PRESENTES REPRESENTANDO O MFPC CEARÁ OS SECRETÁRIOS ROSA e CARLOS E O MChFM O CASAL COORDENADOR GRAÇA e EDMILSON. CARLOS E ROSA TAMBÉM FAZEM PARTE DO MChFM.
AGRADECEMOS A TODOS QUE CONTIBUIRAM COM ESTA OBRA DE SOLIDARIEDADE E CARIDADE CRISTÃ.

"Amados, amemos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. " 1 João 4:7-8 

 VEJA MAIS:

sábado, 27 de dezembro de 2014

Discurso do Papa Francisco à Cúria Romana – texto integral

Papa Francisco discursa à Cúria Romana - AP
23/12/2014 05:47
Publicamos abaixo o discurso integral proferido pelo Papa à Cúria Romana em 22 de dezembro de 2014:

“Tu estás acima dos querubins, tu que transformaste a miserável condição do mundo quando te fizeste como nós” (Santo Agostinho).

LEIA MAIS:

PAPA FRANCISCO

Testemunhar Jesus com coerência

Papa Francisco durante a alocução do Ângelus - RV
26/12/2014 01:51
26 de dezembro, Dia de Santo Estevão, Angelus do Papa Francisco na Praça de S. Pedro:

“...hoje a liturgia recorda o testemunho de Santo Estevão. Escolhido pelos Apóstolos juntamente com outros seis, para a diaconia da caridade na comunidade de Jerusalém, ele transforma-se no primeiro mártir da Igreja. Com o seu martírio, Estevão honra a vinda ao mundo do Rei dos reis, oferecendo-lhe o dom da sua própria vida. E, assim, mostra-nos como viver em plenitude o mistério do Natal.”
LEIA MAIS:

Novos participantes do XX Encontro do MFPC em Florianópolis

Logomarca do XX Encontro Nacional MFPC - com bordaAtenção pessoas que ainda desejam participar do XX Encontro Nacional do MFPC em Florianópolis, nos próximos dias 14 a 18 de janeiro
.
Como está lotado o Hotel  Itaguaçu, eu encontrei outros 2 hotéis próximos que ainda dispõem de algumas vagas.
Façam imediatamente suas reservas. Acessem o site de um dos hotéis e através do e-mail constante façam o contato com o hotel e paguem a porcentagem solicitada para terem a garantia da reserva.  Ou liguem para o telefone do hotel.
Eis os endereços:
  1. Hotel Werlick. Site: hotelwerlich.com.br    Telefone 48-32419699. Diária de casal: 145,00  com café da manhã.
  2. Hotel Lunes. Site: hotellunes.com.br     Telefone 48-32414444        Diária de casal: 159,00  com café da manhã.
Comunicado de Gilberto (Giba) – organizador do XX Encontro. Fone 47-99835537
Qualquer dificuldade, dúvida ou problema: liguem-me.
A todos(as) desejo um 2015 cheio de progresso em todas as frentes de sua caminhada existencial.
Giba.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

PAPA FRANCISCO

Crianças vítimas dos Herodes de hoje: Papa na Mensagem Urbi et Orbi

Papa Francisco - AFP
25/12/2014 10:57

Aos mais de 80 mil fiéis, entre romanos e peregrinos, reunidos na Praça de S. Pedro neste dia de Natal o Papa Francisco, na sua mensagem, começou por reafirmar que o Filho de Deus e Salvador do mundo nasceu em Belém, da Virgem Maria, e que ele nasceu para nós, dando cumprimento às antigas profecias, e foram as pessoas humildes (como Maria, S. José, os pastores, os velhos Simeão e Ana …) que o acolheram:
São as pessoas humildes, cheias de esperança na bondade de Deus, que acolhem Jesus e O reconhecem. Assim o Espírito Santo iluminou os pastores de Belém, que acorreram à gruta e adoraram o Menino. E mais tarde o Espírito guiou os anciãos Simeão e Ana, no templo de Jerusalém, e eles reconheceram em Jesus o Messias.
LEIA MAIS:

TEREZA DE ÁVILA:

A poesia das carícias. Entrevista especial com Luciana Barbosa

“Teresa de Jesus era uma grande mulher apaixonada, ardentemente enamorada de Deus e possuidora da força que essa relação a dotava”, diz a pesquisadora. 
alt
Foto: Mr. Christopher Smith, OP
Mística e poesia possuem uma proximidade inegável. Ambas tratam de um tipo de mistério, buscam o inefável e o Absoluto ou, nas palavras da pesquisadora Luciana Ignachiti Barbosa, expressam “o que está mais recôndito nos sentimentos e pensamentos do homem”, atravessando de mãos dadas os limites da lógica e da razão. Neste sentido, ainda que não se considere apropriadamente uma escritora, a poesia é ponto chave na obra de Teresa de Ávila
Em entrevista por e-mail à IHU On-Line, Barbosa, que estuda a poética na obra da santa católica, afirma que é possível distinguir dois tipos de inspiração em sua obra: a de dimensão humana — da ordem da alegria, da festa, da paródia — e a de dimensão divina. Nesta última, Teresa narra suas situações de profundo encontro de amor com Deus, vivenciado em êxtases sublimes, e “narra em suas poesias a experiência de transformar essa realidade humana em divina e a divina que deseja estar mais próxima da humana”.
Os êxtases de Teresa são famosos em sua biografia, evocando imagens que beiram o erotismo — como na escultura de Bernini, em que a Santa é representada de modo provocativo, ao ser transpassada pela flecha de fogo de um anjo. Estas experiências inspiravam seus escritos que, por vezes, foram tidos como obra do demônio, e não de Deus, especialmente na era da Inquisição. É a mística das carícias, onde o derradeiro matrimônio espiritual é feito com Deus.
Mesmo hoje, o sacral e o sexual, o religioso e o afetivo parecem excluir-se mutuamente. “Teresa nunca teve vergonha de dizer o seu amor com expressões humanas, pois já afirmara mais de uma vez que ‘um só é o amor’”, relata a estudiosa. Teresa não recusa seu corpo nem seus prazeres corporais. Ao contrário, os assume ao Senhor. “Que goze o corpo, pois obedece o que quer a alma.”
LEIA MAIS:

Nenhum papa falou assim em tempos recentes: Comentário sobre o discurso de Francisco à cúria do Vaticano

“O papa Francisco não inventa nada, simplesmente lê o dia-a-dia que deforma e desfigura a Igreja enquanto corpo do Senhor. É uma análise cortante, fruto também da experiência diária destes vinte e um meses de pontificado, um exame minucioso não tanto ao passado e aos escândalos que precederam a sua eleição, mas sobretudo a um presente que perdura.”

Enzo Bianchi – 23.12.14
LEIA MAIS:

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Papa à Curia Romana: quinze doenças e tentações para um exame de consciência


Papa Francisco encontra Cúria Romana - AP
 
O Papa Francisco recebeu em audiência na Sala Clementina os membros da Curia Romana para os tradicionais votos de Boas Festas. No seu discurso o Santo Padre referiu as quinze doenças da Cúria convidando todos a pedirem perdão a Deus que “nasce na pobreza da gruta de Belém para nos ensinar a potência da humildade”. O Papa pede um verdadeiro exame de consciência na preparação do Natal.
Ao apontar estas quinze doenças ou tentações o Papa Francisco esclarece que não dizem respeito apenas à Cúria Romana mas são um perigo para qualquer cristão, diocese, comunidade, congregação, paróquia e movimento eclesial.
LEIA MAIS:

FOTOS - CELEBRAÇÃO NATALINA - MFPC CEARÁ - 22/12/2014!


 VEJA MAIS:

MFPC CEARÁ: FELIZ NATAL!


Decretos de natal

Frei Betto
Adital
Fica decretado que, neste Natal, em vez de dar presentes, nos faremos presentes junto aos famintos e excluídos, como propõe o papa Francisco. Papai Noel será malhado como Judas e, lacradas as chaminés, abriremos corações e portas à chegada salvífica do Menino Jesus.
Fica decretado que encantaremos as crianças de mistérios ao professar o Deus que se fez homem entre nós. Não mais recorreremos ao velho barbudo de sorriso ridículo, e sim aos relatos bíblicos que narram o mais singular de todos os fatos históricos: em Belém, Deus se tornou humano para que possamos nos tornar divinos.
Por trazer a muitos mais constrangimentos que alegrias, fica decretado que o Natal não mais nos travestirá no que não somos: neste verão escaldante, arrancaremos da árvore de Natal todos os algodões de falsas neves; trocaremos nozes e castanhas por frutas tropicais; renas e trenós por carroças repletas de alimentos não perecíveis; e se algum Papai Noel sobrar por aí, que apareça de bermuda e sandália.
LEIA MAIS:

DISTANTES, MAS NUNCA ESQUECIDOS! UMA JUSTA HOMENAGEM AOS PILARES DO MFPC CEARÁ!


Mensagem do Papa Francisco para a Jornada Mundial da Paz

JÁ NÃO ESCRAVOS, MAS IRMÃOS
1. No início dum novo ano, que acolhemos como uma graça e um dom de Deus para a humanidade, desejo dirigir, a cada homem e mulher, bem como a todos os povos e nações do mundo, aos chefes de Estado e de Governo e aos responsáveis das várias religiões, os meus ardentes votos de paz, que acompanho com a minha oração a fim de que cessem as guerras, os conflitos e os inúmeros sofrimentos provocados quer pela mão do homem quer por velhas e novas epidemias e pelos efeitos devastadores das calamidades naturais. Rezo de modo particular para que, respondendo à nossa vocação comum de colaborar com Deus e com todas as pessoas de boa vontade para a promoção da concórdia e da paz no mundo, saibamos resistir à tentação de nos comportarmos de forma não digna da nossa humanidade.
LEIA MAIS:

PAPA FRANCISCO:

estar atento ao Senhor que passa nesse natal

2Palavras pronunciadas pelo Papa Francisco no Angelus desse domingo

ROMA, 21 de Dezembro de 2014 (Zenit.org) – Queridos irmãos e irmãs, bom dia!
Hoje, quarto e último domingo do Advento, a liturgia quer nos preparar para o Natal que já está às portas nos convidando a meditar o relato do anúncio do Anjo a Maria. O arcanjo Gabriel revela à Virgem a vontade do Senhor de que ela se torne a mãe do seu Filho unigênito: “Conceberás um filho, lhe dará à luz e o chamará Jesus. Será grande e será chamado Filho do Altíssimo” (Lc 1, 31, 32). Fixemos o olhar sobre esta simples jovem de Nazaré, no momento em que se torna disponível à mensagem divina com o seu “sim”; colhamos dois aspectos essenciais de sua atitude, que é para nós modelo de como se preparar para o Natal.
 LEIA MAIS:

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

MENSAGEM DE NATAL ROSA e CARLOS - MFPC Ceará

         NOVAS POSTAGENS A PARTIR DE SEGUNDA-FEIRA, 22 DE DEZEMBRO DE 2014!

NOITE FELIZ! CUIDADO .....



O artigo que segue abaixo foi escrito por nosso colega GERARDO CAMPOS
em 1999 e publicado no Jornal O POVO.

Continua extremamente atual, lamentavelmente!

NOITE FELIZ!    CUIDADO .....
            
 Meninos de rua! Ainda hoje, não há lugar para eles. Nem manjedoura ... . Daí o problema que a sociedade, omissa numa solução pelo amor integrá-los à sociedade o mais rápido possível, exclamam políticos influentes. Preocupação justíssima a ser traduzida em atos e com a máxima urgência!

            Alguns questionamentos de dimensões éticas e antropológicas se fazem necessários, para provocar dúvidas capazes de gerar com o tempo um compromisso libertador!

LEIA MAIS:

Que crescimento é esse? Fala sério!

Adital

Imagem: Tania Rego | Agência Brasil
Por Aercio de Oliveira*
A Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ) [1] é mais uma demonstração empírica irrefragável de que o crescimento econômico não garante distribuição de renda – tese que orienta o exaustivo trabalho de Thomas Piketty. Claro que muita gente, de um jeito ou de outro, já gastou bastante tinta para defender essa posição. A diferença, no entanto, entre seus antecessores mais notáveis e Piketty é que este consegue partir de informações que aqueles, à época, não tinham. No livro "O Capital no Século XXI”, o economista francês e a sua equipe pesquisaram dados referentes à renda e à riqueza de 20 países. O limite temporal foi do início do século XVIII até o presente século.

LEIA MAIS:

EUA - Cuba. Papa Francisco, figura-chave

Obama e Castro agradecem envolvimento do Pontífice nas negociações, que escreveu a ambos dirigentes nos últimos meses.

A reportagem é de Pablo Ordaz e publicada pelo jornal El País, 18-12-2014.

Menos de dois minutos separaram os pronunciamentos dos presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e de Cuba, Raúl Castro. Os dois líderes anunciaram nesta quarta-feira o restabelecimento das relações diplomáticas entre seus países, e ambos agradeceram a mediação de um personagem-chave: o papa Francisco.

LEIA MAIS:

Uma vitória da política externa do Vaticano

A normalização das relações entre os Estados Unidos e Cuba pode significar, principalmente, um ponto de inflexão para estes dois países, mas pode também representar uma vitória para a política vaticana de détente que remonta, pelo menos, até o papado de João Paulo II.
Cuba é um país historicamente católico, onde 60% da população ainda é católica, segundo estimativas, e onde a Igreja é também um importante provedor de serviços sociais e ajuda humanitária.

Sob o regime de Fidel Castro, o catolicismo sofreu várias formas de perseguição e violência. Nos primeiros anos do regime castrista, as forças militares do líder caribenho supostamente prenderam, mataram e exilaram 3500 padres e freiras. À luz da nacionalidade do Papa Francisco, vale notar que o primeiro cardeal cubano, Manuel Arteaga y Betancourt, foi forçado a pedir refúgio das forças de Fidel na embaixada argentina em Havana, de 1961 a 1962.

LEIA MAIS:

Perguntar ao Espírito e ao povo

 
 Reflexão do teólogo jesuíta Juan Masiá, publicada no sítio Religión Digital, 11-12-2014

 O Papa Francisco prefere a pastoral de perguntas, mais do que a moral de respostas. Perguntas para discernir, mais que respostas pré-fabricadas. Pastoral de cura e escuta, em vez de moral de condenações e receitas.
 Como os bons médicos, pergunta para diagnosticar, em vez de receitar sem diagnosticar. Sabe que não há enfermidades, mas enfermos e que não se pode diagnosticar somente diante da tela do computador sem olhar para o rosto das pessoas.

LEIA MAIS:

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014


Natal, início de uma Nova Vida, em Cristo Jesus

Maria Elilda dos Santos
Adital


Nascimento, vida e plenitude.
Estamo-nos preparando para a despedida do ano que se encerra e nos preparando para uma nova jornada no novo ano que se inicia.
Esses dias que ainda nos restam, são importantes para uma reflexão, sobretudo no que se refere à violência programada, silenciosa e orientada, que vem se radicando no seio da sociedade em geral buscando a legitimação.
Foram muitos os desafios que enfrentamos no corrente ano de 2014 e entre eles o combate ao Tráfico de Seres Humanos, tema da campanha da fraternidade de 2014: Fraternidade e Tráfico Humano. Lema: É para a liberdade que Cristo nos libertou. Este tema foi e continua sendo prioridade absoluta para a Igreja do Brasil e no mundo. Escolhido pela CNNB por ser a modalidade de crime mais gritante de todos os tempos e que reduz os seres humanos ao mais bárbaro dos seres viventes.
LEIA MAIS:

Petrobrás derrete?

Adital
Por Emanuel Cancella*
O jornal O Dia de hoje, 16/12, em sua chamada principal alardeou a seus leitores: "A Petrobras derrete. Acionistas perdem quase 10% em um dia por causa da corrupção na empresa e da queda no preço internacional do petróleo.” É verdade que a Petrobrás vem sendo saqueada pela corrupção que se consolida a cada novo governo, mas a história de luta que construiu essa empresa não derrete assim.
LEIA MAIS:

A Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos sobre a Família contada pelo Papa Francisco

Na Audiência Geral de 10 de dezembro de 2014, Papa Francisco deu início a uma série de catequeses sobre a família.  Nesta primeira, fez um resumo da Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos sobre a Família de outubro passado.

 
«Começamos uma nova etapa, uma nova série, e o tema será a família; um assunto que se insere neste período intermédio entre as duas Assembleias do Sínodo dedicadas a esta realidade tão importante.
leia mais:

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014


Sob ataque, papa Francisco mobiliza os leigos, seus aliados mais poderosos, avalia revista inglesa

terça-feira, 16 de dezembro de 2014


Pesquisa mundial revela onde o Papa Francisco é mais querido

O prestigioso Pew Research publicou os resultados de uma pesquisa realizada durante dois anos e que revela os lugares onde o Papa Francisco é mais querido, que, de acordo com estes resultados, tem uma aprovação global de 60% e uma perspectiva desfavorável de 11%.

A reportagem está publicada no sítio da ACIPrensa, 11-12-2014. A tradução é de André Langer.

A Polônia, terra de São João Paulo II, é o país que ocupa o primeiro lugar na aprovação do Papa, com 92%. Em segundo lugar estão, empatados, a Argentina, terra natal do Santo Padre, e a Itália, ambos com 91%.

A Europa e a América Latina são os dois continentes que registram a maior aceitação de Francisco, com 84% e 72%, respectivamente.
LEIA MAIS:

Papa afirma que o tempo para encontrar soluções globais para a mudança climática está se esgotando

Adital
O Papa Francisco advertiu os países participantes da Cúpula do Clima, concluída neste domingo, 14 de dezembro, em Lima, que o tempo para encontrar soluções para a mudança climática "está se esgotando".
noticiassin.com
Assim se lê na mensagem que enviou ao ministro do Meio Ambiente peruano e presidente dessa Conferência sobre a mudança climática, Manuel Pulga Vidal, divulgada pela assessoria de imprensa do Vaticano.
"O tempo para encontrar soluções globais está se esgotando. Somente poderemos encontrar soluções adequadas se atuamos juntos e em concordância. Existe, portanto, um claro, definitivo e impostergável imperativo ético de atuar", asseverou o pontífice.
Para Francisco, a luta contra o aquecimento global "será possível, unicamente, com uma responsável resposta coletiva, que supere interesses e comportamentos particulares e se desenvolva livre de pressões políticas e econômicas".
LEIA MAIS:

Santo Pedro

Adital
Não sei se terei palavras suficientes nem capacidade de traduzir o que vivi/vivemos e o que senti/sentimos nos dias 2 e 3 de dezembro de 2014 em São Félix do Araguaia, Mato Grosso. Foi a primeira exibição do filme Descalço sobre a Terra Vermelha no Centro Comunitário da Prelazia, sobre a vida, a luta, o compromisso evangélico de Dom Pedro Casaldáliga, com a presença de centenas de pessoas e a presença do próprio Pedro.
O filme (que vai ser exibido dias 13, 20 e 27 de dezembro na TV Brasil, às 22h30m) começa com a visita ‘ad limina’ de Pedro, bispo, ao Vaticano em 8 de junho de 1988, onde é recebido pelo então cardeal Ratzinger, depois papa Bento XVI. Na entrada do imponente prédio de imensos corredores, pedem-lhe que se vista adequadamente, isto é, batina preta, tire as sandálias e ponha sapatos. Ratzinger comenta os belos sapatos usados por Pedro. Pedro responde: "São presentes de Fidel.” E seguem os questionamentos sobre sua atuação em São Félix, a defesa dos pobres e oprimidos, no caso os peões das fazendas, os índios e as prostitutas, jovens, mulheres, a Teologia da Libertação, seus textos, livros e poemas.
 LEIA MAIS:

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Com o Papa Francisco nomeando novos cardeais em fevereiro, o que estará em jogo?

O grupo mais exclusivo da Igreja Católica irá receber novos membros em fevereiro, segundo o anúncio feito pelo Vaticano nesta quinta-feira de que o Papa Francisco irá realizar, nos dias 14 e 15 de fevereiro de 2015, um consistório para criar novos cardeais.
A reportagem é de John L. Allen Jr., publicada no sítio Crux, 11-12-2014. A tradução é de Isaque Gomes Correa.
Poucas coisas são mais importantes para a direção do catolicismo do que a criação de cardeais, em parte porque estes são os líderes mais influentes na Igreja depois do próprio pontífice. Em parte, também, porque o papa configura o futuro ao escolher os seus cardeais, pois é dentre eles que sairá o seu sucessor.
leia mais:

A política do Natal

1. A conversa de taxista sobre política e políticos generalizou-se. Faz deles os responsáveis por todos os males. Está decretado que são e serão todos iguais.


Pela ausência de pensamento crítico, esta atitude é preguiçosa e perigosa. Certeiro é o aforismo: as mãos mais puras são as de quem as não tem. Não querer nada com a política é esquecer que ela, desde que nascemos até ao cemitério, nunca nos larga.

Descobri há 60 anos, com algum espanto, a apologia da política, precisamente ao começar o estudo da obra filosófica de S. Tomás de Aquino. No proémio do seu comentário à Política de Aristóteles observa: se a ciência mais importante é aquela que estuda o que há de mais nobre e mais perfeito, é necessário que seja a política a principal das ciências práticas e a matriz arquitectónica de todas as outras.
leia mais:

Como o Papa quer mudar a Igreja e o Mundo

Como o Papa quer mudar a Igreja e o Mundo
O líder dos católicos quer uma Igreja desassossegada e virada do avesso, os pobres no centro da ação e políticas contra uma economia que “mata”. A revolução de Francisco começou
António Marujo  – (texto publicado na VISÃO nº 1083, de 5 dezembro de 2014

A revolução está em marcha. E começou onde muitos não esperariam: o Papa Francisco publicou a exortação Evangelii Gaudium (A alegria do evangelho) que sistematiza muito do que ele tem andado a propor e a dizer mas, mesmo assim, deixou meio mundo espantado com a ousadia. No texto, o primeiro Papa latino-americano propõe uma reforma profunda da Igreja que a torne numa comunidade de desassossego – “Não podemos ficar tranquilos.” 
leia mais:

sábado, 13 de dezembro de 2014

PAPA FRANCISCO:

América Latina, continente da esperança

Missa em S. Pedro na Festa de N. S. de Guadalupe - OSS_ROM
13/12/2014 10:27

Era de festa o ambiente na Basílica de S. Pedro no final da tarde de sexta-feira dia 12 de dezembro. O Papa Francisco presidiu à celebração eucarística por ocasião da Festa de Nossa Senhora de Guadalupe e na sua homilia deixou uma mensagem clara: a América Latina é o continente da esperança. Os cantos da Misa Criolla do compositor argentino Ariel Ramirez animaram a celebração.
Na sua homilia, proferida em espanhol, o Papa Francisco começou por referir que Nossa Senhora de Guadalupe “converteu-se na grande missionária que levou o Evangelho à nossa América”. O Santo Padre afirmou ainda que pela intercessão da Santa Mãe de Deus a fé cristã passou a ser o mais rico tesouro dos povos americanos, pois Nossa Senhora não apenas visitou estes povos mas com eles quis permanecer:
“A Santa Mãe de Deus não apenas visitou estes povos, mas quis permanecer com eles. Deixou impressa misteriosamente a sua imagem sagrada no “manto” do seu mensageiro para que nos recordássemos sempre, tornando-se assim símbolo da aliança de Maria com estes povos, a quem confere alma e ternura.”
LEIA MAIS:

Dois anos de @Pontifex: rumos e desdobramentos do catolicismo em rede

Dois anos de @Pontifex: rumos e desdobramentos do catolicismo em rede

No Twitter, o papa passa a estar ao alcance de um clique, sobre cujo perfil a sociedade pode derramar todos os sentidos culturais possíveis – e publicamente. A partir disso, surgem questões sobre como a conversação no ambiente digital pode estar reafirmando ou não a autoridade papal, ou como esse processo se relaciona com a crise de autoridade das instituições religiosas hoje. 
A opinião é do jornalista Moisés Sbardelotto, doutorando em Ciências da Comunicação pela Unisinos e autor do livro E o Verbo se fez bit: A comunicação e a experiência religiosas na internet (Ed. Santuário, 2012).
LEIA MAIS:

A avó Europa de Francisco

Papa Francisco discursa no Parlamento Europeu [Reuters]
Anselmo Borges
A Europa mítica é uma princesa de Tiro. Como que a lembrar que é a Eurásia, a Europa ecuménica, de fronteiras imprecisas. Zeus disfarçado de touro aproximou-se da bela princesa fenícia, deixando que o acariciasse e trepasse para o seu dorso. Entrou então pelo mar, dirigindo Eros o casal para Creta, onde fizeram amor.


LEIA MAIS:

“A NOITE CARREGA A AURORA EM SEU SEIO” ou seja DEUS PEDE PASSAGEM

 O tempo que antecede à festa de Natal é marcado pela alegria, pela esperança. Somos cientes de que há de começar algo novo em nossas vidas.

Paira no ar uma nova proposta de vida, um jeito de conviver melhor uns com os outros, como canta Ivan Lins: “No novo tempo, apesar dos castigos, estamos crescidos, estamos atentos, estamos mais vivos prá nos socorrer, prá nos socorrer, prá nos socorrer.”
Invade-nos o desejo de que tudo aquilo que vai contra a vida dê lugar à realização dos nossos sonhos que sugerem um mundo melhor. Ressoa dentro de nós uma voz que almeja tranqüilidade, fraternidade, justiça, paz e amor.
LEIA MAIS: