sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Papa Francisco: "O bispo deve ser testemunha humilde e corajosa de Cristo"


Cidade do Vaticano (RV) - O Papa Francisco reuniu-se nesta quinta-feira, no Vaticano, com os membros da Congregação para os Bispos.

"A Igreja precisa de pastores autênticos que cuidem de seu rebanho", afirmou o Santo Padre em seu discurso, traçando o modelo ideal de um bispo:

"Precisamos de alguém que vele por nós. Precisamos de alguém que nos olhe com a amplidão do coração de Deus. Não precisamos de um dirigente, um administrador de empresa e não precisamos de uma pessoa que esteja no nível de nossa pequenez ou pequenas pretensões. Precisamos de alguém que saiba estar à altura do olhar de Deus sobre nós para nos conduzir a Ele. Somente no olhar de Deus existe futuro para nós."


leia mais:

A ternura: a seiva da amor


Leonardo Boff

Adital

Mesmo no coração da atual crise social não podemos esquecer da ternura que subjaz a todos os empreendimentos que envolvem valores e afetam o coração humano.

leia mais:

As perigosas iscas do autoritarismo


Igor Moreira

Adital
Quando milhões de pessoas foram às ruas em 2013, a primeira reação dos autoritários encrustados em mídias, governos, tribunais e aparelhos de segurança foi reprimir brutalmente as manifestações civis, não dar ouvidos ou visibilidade às demandas sociais e políticas que elas traziam, não condenar os abusos e violências contra cidadãs/os.

leia mais:

Sínodo: Vaticano destaca taxa «altíssima» de respostas a questionário sobre a família

Fampilia - VAT


Conselho Ordinário analisou contributos de conferências episcopais, grupos e indivíduos
leia mais:

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

EDUCAR PARA ESPERANÇA

Marcelo Barros
Adital
Mesmo em meio aos maiores sofrimentos e problemas, a humanidade busca sempre razões para esperar. Às vezes, as pessoas que vivem situações de maior carência e sofrimento são as que mais se dispõem à alegria de viver e à teimosia de confiar no amanhã. Essa esperança pode ser ilusória e alienada quando é preguiçosa. Há quem diga: "Vamos ter paciência que o próprio tempo resolve”. Infelizmente, por si mesmo, o tempo nada pode resolver. Apenas adia o enfrentamento das questões. E, pela sucessão dos dias, muitos problemas até pioram. Entretanto, além do tipo de esperança baseada na ilusão, existe também um modelo de esperança, grávida de utopias. Essa nos dá energia para lutar e nos chama a não nos conformar. Essa esperança deve ser lúcida, atenta às dificuldades, mas decidida a nadar contra a corrente e ser energia de transformação da realidade e da vida. Essa esperança, para ser eficaz, tem de ser educada e organizada.

LEIA MAIS:

A carícia essencial que resgata nossa humanidade

Leonardo Boff
Adital
A carícia constitui uma das expressões supremas da ternura sobre a qual discorremos no artigo anterior. Por que dizemos carícia essencial? Porque queremos distingui-la da carícia como pura moção psicológica, em função de uma bemquerença fugaz e sem história. A carícia-moção não envolve o todo da pessoa. A carícia é essencial quando se transforma numa atitude, num modo-de-ser que qualifica a pessoa em sua totalidade, na psiqué, no pensamento, na vontade, na interioridade, nas relações.

LEIA MAIS:

PENSAMENTOS

O que pensam os católicos sobre a Igreja?

2
por ANSELMO BORGES 
1- A Bendixen & Amandi realizou, entre Dezembro de 2013 e Janeiro de 2014, com 12 038 fiéis adultos de 12 países maioritariamente católicos dos cinco continentes, para a Univisión, a principal televisão em espanhol dos Estados Unidos, uma sondagem sobre temas importantes na e para a Igreja. Fiabilidade: 95%.
Alguns resultados, com dissonâncias entre a doutrina e a opinião e vivência dos fiéis.
  • a) Anticonceptivos: 78% a favor; 19% contra; 3% não responderam.
  • b) Ordenação sacerdotal das mulheres: 45% a favor; 51% contra; 4% não responderam.
  • c) Casamento dos padres: 50% sim; 47% não; 3% não responderam.
  • d) Aborto: 8% deve permitir-se sempre; 65% nalguns casos; 33% nunca; 2% não responderam.
  • e) Quanto ao casamento homossexual, há acordo com a doutrina: 66% contra; 30% a favor; não responderam 4%.
  • f) Como avalia o trabalho do Papa Francisco? 41% excelente; 46% bom; 5% medíocre; 1% mau; 7% não responderam.
 LEIA MAIS:

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Carta às famílias: Papa Francisco pede orações para o próximo Sinodo dos Bispos sobre a Família



Foi hoje tornada pública uma Carta do Papa às famílias do mundo inteiro, para lhes falar do próximo Sínodo extraordinário dos Bispos que terá por tema “os desafios pastorais sobre a família no contexto da evangelização” e pedir-lhes oração para o seu bom êxito. Este importante encontro – escreve o Papa – “envolve todo o Povo de Deus: Bispos, sacerdotes, pessoas consagradas e fiéis leigos das Igrejas particulares do mundo inteiro, que participam activamente, na sua preparação, com sugestões concretas e com a ajuda indispensável da oração”. O apoio da oração – prossegueo Pontífice – “é muito necessário e significativo” para esta Assembleia sinodal que “é dedicada de modo especial a vós, à vossa vocação e missão na Igreja e na sociedade, aos problemas do matrimónio, da vida familiar, da educação dos filhos, e ao papel das famílias na missão da Igreja” - frisa o Papa pedindo às “caras famílias” para invocarem “intensamente o Espírito Santo a fim de que ilumine os Padres sinodais e os guie na sua exigente tarefa”.

leia mais:


CÓDIGO GENÉTICO (do Cristianismo)

Frei Bento Domingues 

Código Genético
1. Os seres humanos só podem viver como humanos acolhendo, criando e recriando, desconstruindo e reconstruindo as narrativas simbólicas da sua condição inacabada.
Apesar de todas as máquinas de desumanização, nunca esgotaremos a música, a poesia, a literatura, a pintura, a beleza das civilizações antigas e modernas.
É próprio da linguagem simbólica viver em figurações materiais, finitas, historicamente marcadas, em passagem permanente ao intemporal, ao infinito, superando-se na sua própria configuração concreta, limitada.

leia mais: