quarta-feira, 23 de julho de 2014

PAPA FRANCISCO

Papa Francisco telefonou ao Patriarca sírio-católico: "acompanho com preocupação o drama dos cristãos de Mosul"



RealAudioMP3

No passado domingo, 20 de julho, o Papa Francisco telefonou ao Patriarca Sírio-católico Youssef III Younan. Na ocasião, o Santo Padre assegurou-lhe que “acompanha de perto e com preocupação o drama dos cristãos expulsos e ameaçados na cidade iraquiana de Mosul”, informou a Agência SIR.
Segundo o Patriarcado sírio-católico, “a conversação durou 9 minutos, durante a qual o Patriarca Younan agradeceu ao Papa e pediu-lhe para intensificar os esforços junto dos poderosos do mundo, colocando-os a par do facto que na Província de Nínive se está consumando uma limpeza em massa baseada na religião. Que envergonha pelo silêncio do assim chamado ‘mundo civilizado’”, afirmou o Patriarca.

LEIA MAIS:

 
No final da conversa, o Papa Francisco concedeu a sua Bênção Apostólica a todo o povo cristão do Oriente, assegurando que a paz e a segurança estarão sempre presentes nas suas orações.
Recordemos que foi o Patriarca Younan que denunciou o incêndio no Palácio Episcopal dos sírio-católicos de Mosul, provocado pelos extremistas islâmicos. Foram estas as suas declarações à Rádio Vaticano:

As últimas notícias são desastrosas. Com muita consternação, repetimos o que sempre temos vindo a dizer: não se deve misturar a religião com a política. Se há inimizades entre xiitas, sunitas, e não sei quem mais, isto nunca deve ser absolutamente uma razão para atacar cristãos inocentes e outras minorias, em Mosul e noutros lugares. Não é sequer uma razão para destruir lugares de culto, igrejas, episcópios, paróquias, em nome de uma suposta organização terrorista que não ouve a razão e não se importa com a consciência. Com muita consternação dizemos que o nosso arcebispado de Mosul foi queimado completamente: manuscritos, biblioteca ... E eles já ameaçaram que, se não se converterem ao islamismo, todos os cristãos serão mortos. É terrível! Esta é uma vergonha para a comunidade internacional

Há ainda cristãos em Mosul?

Já não há mais cristãos. Havia uma dezena de famílias que tiveram de fugir ontem, mas roubaram-lhes tudo. Foram deixá-los na fronteira da cidade, mas roubaram-lhes tudo, os insultaram, deixaram-nos assim, em pleno deserto. Infelizmente, é assim.
No passado dia 19 de julho, o Patriarca Younan esteve no Vaticano tendo-se reunido com o Secretário para as Relações com os Estados, o Arcebispo Dominique Mamberti. (JE/RS)


 RealAudioMP3 
FONTE: RADIO VATICANO

Nenhum comentário:

Postar um comentário