quarta-feira, 17 de setembro de 2014

A Igreja é católica e apostólica – o Papa na audiência geral afirmou que a Igreja nasceu missionária

A Igreja é católica e apostólica – o Papa na audiência geral afirmou que a Igreja nasceu missionária




Audiência Geral do Papa Francisco nesta quarta-feira dia 17 de setembro. Uma Praça de S. Pedro completamente cheia de fieis que manifestaram efusivamente o seu entusiasmo e carinho para com o Santo Padre. O tema da catequese foi a Igreja Católica e apostólica.


“...quando professamos a nossa fé, nós afirmamos que a Igreja é católica e apostólica.”
leia mais:



Mas qual o significado destas duas características da Igreja? E que valor têm para as comunidades cristãs e para cada um de nós? – interrogou-se o Santo Padre.


“Símbolo evidente da catolicidade da Igreja é que essa fala todas as línguas. E isto não é outra coisa que não o efeito do Pentecostes: é o Espirito Santo, com efeito, que colocou os Apóstolos e toda a Igreja em modo de fazer ressoar a todos, até aos confins da Terra, a Boa Notícia da salvação e do amor de Deus.”


Assim se a Igreja nasceu católica – continuou o Papa Francisco – quer dizer que nasceu «em saída», nasceu enviada em missão, ou seja, apostólica: permanecendo fiel sobre o alicerce dos Apóstolos, a Igreja é enviada a todos os homens para lhes anunciar o Evangelho com os sinais da ternura e do poder de Deus.


“Se a Igreja nasceu católica, quer dizer que nasceu missionária. É aquilo que exprimimos qualificando-a apostólica.”


“Também isto deriva do evento do Pentecostes: é o Espírito Santo, com efeito, a superar cada resistência, a vencer a tentação de fechar-se em si própria, entre poucos eleitos e de considerarem-se os únicos herdeiros da benção de Deus.”


“Mas o que significa para as nossas comunidades e para cada um de nós, fazer parte de uma Igreja que é católica e apostólica” – perguntou o Santo Padre.


“Antes de mais, significa tomar a peito a salvação de toda a humanidade, não sentir-se indiferente ou estranho perante ao destino de tantos nossos irmãos, mas abertos e solidários para com eles. Significa, além do mais, ter o sentido da plenitude da harmonia da vida cristã, recusando sempre as posições parciais, unilaterais, que nos fecham em nós próprios.”


O Papa Francisco concluiu ainda que ser católico e apostólico é: “sentir-se sempre enviados, sentir-se mandados, em comunhão com os sucessores dos Apóstolos, a anunciar, com o coração cheio de alegria, Cristo e o seu amor a toda a humanidade.”


No final da catequese o Papa Francisco recordou os missionários e missionárias que ao longo da história da Igreja entregaram a sua vida ao anúncio da Boa Nova.


Nas saudações aos peregrinos foram estas as palavras do Papa Francisco aos peregrinos de língua portuguesa:

“Com grande estima, saúdo os peregrinos de língua portuguesa, em particular os grupos paroquiais vindos de Faro, Campo Limpo Paulista, Paraná e Passo Fundo, invocando sobre vós e sobre as vossas famílias a abundância dos dons do Espírito Santo para que tenhais o sentido da plenitude e da harmonia da vida cristã, rejeitando as posições parciais e unilaterais que nos fecham em nós mesmos. O Senhor vos abençoe, para serdes sempre e em toda a parte fiel expressão da santa Mãe Igreja católica e apostólica.”


Antes das saudações aos peregrinos de língua italiana o Papa Francisco proferiu uma pequena mensagem acerca da sua Viagem Apostólica à Albania no próximo domingo dia 21 de setembro, naquela que é a sua primeira viagem a um pais europeu:

“No próximo domingo, com a ajuda de Deus, irei à Albânia. Decidi visitar este país porque sofreu tanto por causa de um terrivel regime ateu e agora está realizando uma pacífica convivência entre as suas diversas componentes religiosas. Desde já, saúdo com afeto o povo albanês e agradeço pela preparação desta visita. Peço a todos de me acompanharem com a oração, por intercessão da Nossa Senhora do Bom Conselho. Obrigado.”

O Papa Francisco a todos deu a sua benção! (RS)
FONTE: RADIO VATICANO

Nenhum comentário:

Postar um comentário