terça-feira, 16 de setembro de 2014

Debate da CNBB vai focar temas sociais

Debate da CNBB vai focar temas sociais

A Conferência Nacional dos Bispos no Brasil (CNBB) reúne na terça-feira os candidatos à Presidência para um debate com foco no público católico. O evento, que começa às 21h30, está sendo organizado pela TV Aparecida e deverá ser transmitido também por outras oito TVs católicas, 230 rádios e por sites ligados à Igreja. A lei do aborto estará entre os questionamentos aos candidatos, que vão tratar também de temas como saúde, educação, habitação, além da reforma agrária e da reforma política, informa a assessoria do evento.
LEIA MAIS:
 
A reportagem é de Carmen Munari, publicada pelo jornal Valor, 12-09-2014.
Os presidenciáveis irão a Aparecida (SP), a 168 quilômetros de São Paulo, que sedia a Basílica Nacional. O debate ocorre no Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida, ao lado do Santuário.
Estão confirmados os candidatos Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB), Aécio Neves (PSDB), Luciana Genro (PSOL), Levy Fidelix (PRTB), Eduardo Jorge (PV), Pastor Everaldo (PSC) e Eymael (PSDC). Pela legislação, podem comparecer a debates, sabatinas e entrevistas candidatos que tenham representação na Câmara dos Deputados, o que não é o caso de Eymael. O único deputado do PSDC não está no exercício do mandato. A assessoria jurídica do debate entendeu que, quando a lei 9504/97 foi aprovada, o PRTB não tinha representação e poderia ficar impedido de participar de todos os debates. Segundo a assessoria do evento, a organização decidiu aceitar a presença dos dois.
No debate da CNBB de 2010 participaram Dilma, Marina (então PV), José Serra (PSDB) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL). Foi realizado em meio à polêmica sobre aborto e casamento gay entre a petista e o tucano. No evento, Marina disse que é contrária ao aborto e defendeu a realização de um plebiscito sobre o assunto. Dilma também afirmou que é contrária ao aborto e que, se fosse eleita presidente, protegeria as mulheres que usam métodos bárbaros para a contracepção.
O debate desta eleição terá duração de duas horas e será aberto pelo presidente da CNBB, dom Raymundo Damasceno, que fará a primeira pergunta do primeiro bloco dirigida a todos os candidatos. Cada um terá dois minutos para a resposta. No segundo bloco, os candidatos vão responder a perguntas dos bispos indicados pela CNBB. No terceiro bloco, os candidatos irão responder a perguntas de jornalistas das mídias católicas. O quarto bloco será de embate entre os candidatos e o último será dedicado às considerações finais. O programa, com mediação do jornalista Rodolfo Gamberini, deve se encerrar às 23h30.
Em Aparecida, o auditório em que se realizará o debate tem capacidade para 8 mil pessoas, mas a lotação será inferior. Terão assento os convidados dos candidatos e os mais de 300 bispos da CNBB, mas nem todos devem comparecer, por dificuldades de transporte, segundo a assessoria. Foi discutida a presença de público, mas não houve aprovação pelas campanhas.
FONTE: http://www.ihu.unisinos.br/noticias/535230-debate-da-cnbb-vai-focar-temas-sociais-

Nenhum comentário:

Postar um comentário