sábado, 6 de setembro de 2014

O lugar privilegiado para o encontro com Jesus são os nossos pecados.

O lugar privilegiado para o encontro com Jesus são os nossos pecados.



RealAudioMP3


Na Missa na Casa de Santa Marta na manhã desta quinta-feira o Papa Francisco deixou claro que o lugar certo e privilegiado para nos encontrarmos com Jesus são os nossos pecados.

S. Paulo numa passagem do texto aos Coríntios propõe que duas são as coisas de que ele se pode vangloriar – afirmou o Papa Francisco: os seus pecados e Cristo crucificado. A força transformadora da Palavra de Deus parte desta consciência. Por isso – continuou o Santo Padre – Paulo diz-nos que quem “se julga sábio à maneira deste mundo, torne-se louco para ser sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus.”
LEIA MAIS:

 
“Paulo diz-nos que a força da Palavra de Deus, aquela que muda o coração, que muda o mundo, que nos dá esperança, que nos dá vida, não é a sabedoria humana: não está no bem falar e dizer as coisas com inteligência humana. Não. Aquela é loucura – diz ele.”

“Ele próprio diz: ‘Eu apenas me vanglorio dos meus pecados’. Escandaliza, isto. E depois numa outra passagem diz: ‘Eu apenas me vanglorio em Cristo e neste Crucifixo.’ A força da Palavra de Deus está no encontro entre os meus pecados e o sangue de Cristo, que me salva. E quando não existe aquele encontro, não há força no coração. Quando se esquece aquele encontro, não há força no coração. Quando se esquece aquele encontro que tivemos na vida, tornamo-nos mundanos, queremos falar das coisas de Deus com linguagem humana, e não serve: não dá vida.”


Também Pedro, no Evangelho do milagre dos peixes – continuou o Santo Padre – faz a experiência de encontrar Cristo. Ajoelha-se a Seus pés e confessa-se pecador. Neste encontro entre Cristo e os meus pecados está a salvação.

“O lugar privilegiado para o encontro com Jesus Cristo são os próprios pecados. Se um cristão não é capaz de se sentir pecador e salvo pelo sangue de Cristo e por este Crucifixo é um cristão a meio caminho, é um cristão tépido. E quando nós encontramos Igrejas decadentes, quando nós encontramos paróquias decadentes, instituições decadentes, seguramente que os cristãos que estão ali nunca encontraram Jesus Cristo. A força da vida cristã e a força da Palavra de Deus está precisamente naquele momento onde eu, pecador, encontro Jesus Cristo e aquele encontro vira a vida, muda a vida... E dá-te a força de anunciar a salvação aos outros.”

O Papa Francisco concluiu a sua homilia sugerindo algumas questões: “Sou capaz de dizer ao Senhor que sou pecador não em teoria, mas confessando o pecado concreto? Sou capaz de acreditar que Ele com o seu sangue salvou-me do pecado e deu-me uma vida nova? Tenho confiança em Cristo? (RS)

FONTE: RADIO VATICANO

Nenhum comentário:

Postar um comentário