terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

PAPA FRANCISCO:

aumentam os pobres, precisa-se maior impulso de solidariedade

Papa Francisco com os pobres - OSS_ROM
16/02/2015 17:21
O crescente número de pobres nos interpela e exige um maior impulso de solidariedade – disse o Papa Francisco durante a audiência no Vaticano à associação "Pro Petri Sede". O Papa também assinalou que, por ocasião da Quaresma, que está prestes a começar, os cristãos são chamados a dedicar-se aos outros, especialmente os que passam por privações.
LEIA MAIS:

 

Na manhã desta segunda-feira (16/02), o Papa Francisco recebeu os membros da “Pro Petri Sede”, uma associação da Bélgica, Luxemburgo e Países Baixos, que oferece ajudas económicas para as necessidades da Santa Sé.

A audiência foi a ocasião para o Papa falar da solidariedade e da caridade. “O número crescente de pessoas marginalizadas e que vivem em grande precariedade nos interpela e exige um ímpeto de solidariedade para dar a elas o amparo material e espiritual de que necessitam”, afirmou Francisco, acrescentando que, ao mesmo tempo, “temos muito a receber dos pobres”.

“No meio das suas dificuldades, eles são com frequência testemunhas do essencial, dos valores familiares; são capazes de partilhar com quem é mais pobre do que eles e são capazes de exultar, como pude constatar inclusive na minha recente viagem apostólica à Ásia.”

O Pontífice recordou que a indiferença e o egoísmo estão sempre à espreita. Por isso, a atenção aos pobres nos enriquece, colocando-nos no caminho da humildade e da verdade. Além disso, a presença deles evoca a nossa humanidade comum, a fragilidade da vida, a dependência de Deus e dos irmãos.
Por fim, o Papa agradeceu aos membros da Associação pelo trabalho que prestam aos mais necessitados em várias partes do mundo, convidando-os a rezarem com insistência pela paz, “para que os responsáveis políticos encontrem caminhos de diálogo e de reconciliação”. (BS/BF)

FONTE: RADIO VATICANO

Nenhum comentário:

Postar um comentário