sexta-feira, 31 de julho de 2015

O Papa, a Igreja e os movimentos sociais



Marcelo Barros


Adital
Na América do Sul, esse julho foi marcado pela visita do papa Francisco a três países: Equador, Bolívia e Paraguai. Antes de partir de Roma, ele declarou ter escolhido visitar três dos países mais pobres do continente. A novidade dessa visita é que os meios de comunicação social que transmitiam as visitas dos papas anteriores quase durante 24 horas e em tempo real, já não se movem tanto com o papa Francisco. E ele tem certa responsabilidade nisso.

Belo Monte. “O caos estava programado de antemão”, constata bispo

138 índios assassinados (sem contar as tentativas de homicídio), 135 suicídios, 785 crianças indígenas mortas, 118 casos de morosidade na regularização de terras e 84 invasões possessórias. Isso apenas em 2014, segundo o relatório Violência contra os povos indígenas do Brasil, do Conselho Indigenista Missionário (CIMI).

Afinidades entre a encíclica do Papa sobre “o cuidado da Casa Comum” e a “Carta da Terra, nosso Lar”

A encíclica “Cuidado da Casa Comum” e a “Carta da Terra” talvez sejam os dois únicos documentos de relevância mundial que apresentam tantas afinidades comuns. Tratam do estado degradado da Terra e da vida em suas várias dimensões, fora da visão convencional que se restringe ao ambientalismo. Inscrevem-se dentro do novo paradigma relacional e holístico, o único, assim nos parece, capaz de ainda nos dar esperança.


quinta-feira, 30 de julho de 2015

Mulheres migrantes são vítimas de diversas formas de violência

semmexico

  Adital
SemMexico.org.mx
A cada ano, ao redor de 3,8 milhões de mulheres provenientes da América Central que entram no México para chegarem aos Estados Unidos o fazem em situações de alto risco, pondo em perigo sua integridade pessoal e son, frequentemente, agredidas sexualmente. Calcula-se que o total de pessoas migrantes que atravessam o México a cada ano chega a 19 milhões, as mulheres representam 20%, segundo dados do Instituto Nacional de Migração (INM).

Será que o Papa mudará o Vaticano? Ou será que o Vaticano mudará o Papa?

Enquanto o Papa Francisco se prepara para visitar os EUA, a sua ênfase em servir aos pobres – em lugar de fazer valer a doutrina – tem inspirado alegria e ansiedade entre os católicos
O texto é do jornalista texano Robert Draper, publicado pela revista National Geographic, agosto de 2015. A tradução é de Isaque Gomes Correa.


27 de julho de 2015
Quando cerca de sete mil estranhos maravilhados o encontram pela primeira vez, ele ainda não é o papa – mas como uma crisálida agitando-se, algo surpreendente já está presente naquele homem. Dentro do estádio Luna Park, no centro de Buenos Aires, católicos e protestantes se reúnem para um evento ecumênico. Do palco, um pastor chama para se juntar aos demais o arcebispo da cidade, para que este lhes dirija algumas palavras.

A coragem da desesperança

“A verdadeira coragem não é imaginar uma alternativa, mas, sim, aceitar as consequências do fato de que não há uma alternativa claramente discernível: o sonho de uma alternativa é um sinal da covardia teórica, suas funções são como um fetiche que evita que pensemos até o final de nossa elaboração. Em outras palavras, a verdadeira coragem é admitir que a luz ao final do túnel é a luz de outro trem que se aproxima de nós na direção oposta”, escreve Slavoj Zizek, filósofo e crítico cultural, em artigo publicado por Página/12, 25-07-2015. A tradução é do Cepat.

O imobilismo e a tentativa de resgatar o sentimento progressista. Entrevista especial com Talita Tibola

“A emergência e o crescimento dos círculos de cidadania ao longo de 2015 é uma iniciativa, entre outras, que busca uma recomposição para sair do imobilismo, sem recair nas falsas polarizações e sem, no entanto, pretender repetir junho de 2013", avalia a psicóloga.
Foto: annoticias.com.br
Junho de 2013 significou “a perda do medo e a retomada do político pela população”. Contudo, “depois de junho”, restaurou-se o medo, fragmentou-se a mobilização e houve uma divisão ainda maior entre partidos políticos e movimentos sociais, afirma Talita Tibola, psicóloga que vem estudando as manifestações políticas que têm surgido no país nos últimos anos.
Entre as divisões políticas acentuadas pós-junho, a psicóloga destaca a divisão no Partido dos Trabalhadores, a qual tem como finalidade “conservar a unidade” do partido apesar das posições divergentes.
“Contraditoriamente, no momento em que o governo do PT é praticamente um governo de direita, o que é consenso inclusive entre os grupos mais à esquerda, o ‘sentimento de esquerda’ é convocado para defender, no final das contas, o governo. Isso pode funcionar, mobilizando movimentos bem diferentes que, de alguma forma, se veem nesse campo, por tudo o que significa, por uma memória de lutas que foram realmente importantes, que as frentes de esquerda querem organizar. O resultado é mais imobilismo. Porque em vez de práticas, pautas, reinvenção, o que acontece é uma ação baseada na negação de algo, em ser ‘anti-direita’”, pontua na entrevista a seguir, concedida à IHU On-Line por e-mail.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Papa Francisco \ Missa Santa Marta

Francisco: o bem se faz “sujando” as mãos


Proximidade é fundamental, disse o Papa na missa do dia 26 de junho - OSS_ROM

26/06/2015 11:33

O lulismo, ontem e hoje

A última pesquisa do Instituto Vox Populi, realizada em maio, perguntou aos entrevistados como se sentiam em relação à possibilidade de votar em Lula. Não se especificou se em uma eleição presidencial e menos ainda se na próxima, mas é razoável supor que muitos responderam com a cabeça em 2018.
O comentário é de Marcos Coimbra, publicado por CartaCapital, 28-07-2015.

Documento final da 41ª Assembleia do Cimi Mato Grosso



DOCUMENTO


Adital
Nós, missionários e missionárias do CIMI – Conselho Indigenista Missionário, Regional MT, nos reunimos em nossa 41ª Assembleia, no período de 19 a 23 de julho de 2015, em São Lourenço de Fátima, Diocese de Rondonópolis-Guiratinga, acompanhados de nosso bispo referencial junto ao regional Oeste II da CNBB, Dom Juventino Kestering que, na abertura dos trabalhos, nos levou à reflexão sobre o renascer de uma Esperança sustentada na "alegria do Evangelho”.

Brasil ignora apelos e se mantém fora de tratado sobre direito humanitário

País é produtor das bombas de fragmentação, as chamadas munições cluster, que podem impactar por décadas locais atacados.
 
Pouco mais de nove anos após seu início, em 12 de julho de 2006, a Guerra do Líbano ainda causa danos à população civil, principalmente àqueles que residem no sul do país. A região foi a mais atingida pelos bombardeios das forças israelenses no conflito que perdurou por trinta e quatro dias, entre julho e agosto daquele ano.
 
No período, 4 milhões de submunições lançadas por Israel atingiram o território libanês, segundo o Centro de Coordenação da Ação Anti-minas (MACC) das Nações Unidas no Líbano. Mas, estima-se, 1 milhão não foi detonada.
 

terça-feira, 28 de julho de 2015

Repactuação do desenvolvimento ou crise permanente?



Carta Maior


Adital
Por Saul Leblon
O derradeiro laço com a esperança hoje no Brasil passa pela constituição de uma frente nacional progressista e democrática, capaz de repactuar as bases do seu desenvolvimento.
 

Patriarca Sako:

iraquianos sentem proximidade do Papa
Dom Louis Sako, Patriarca caldeu de Bagdá - REUTERS

27/07/2015 17:02

Desmatamento silencioso da Caatinga tem intensificado a desertificação do semiárido brasileiro. Entrevista especial com Lêdo Bezerra de Sá

“O semiárido todo tem um milhão de km², então cerca de 10% a 15% dessa área está numa situação de severidade muito grande”, adverte o pesquisador da Embrapa.
Foto: diariodonordeste.com.br
Mais de 50% das áreas do semiárido brasileiro já “estão com processo de desertificação acentuado”, e cerca de 10 a 15% do território enfrenta uma situação de desertificação severa. Para se ter uma ideia, a soma das extensões de terras degradadas no Ceará, na Bahia e em Pernambuco equivale a “63 mil km²” de desertificação, informa Iêdo Bezerra de Sá, na entrevista a seguir, concedida à IHU On-Line por telefone.

O pesquisador explica que a desertificação é um fenômeno de degradação ambiental que acontece particularmente em regiões áridas, semiáridas e subúmidas secas, a exemplo do Nordeste e de parte do Sudeste brasileiro.
De acordo com o engenheiro florestal, no Brasil a desertificação no semiárido tem se agravado por causa do desmatamento na Caatinga. “Ao desmatar a Caatinga, os solos ficam completamente expostos a todas as intempéries”, frisa. Além do desmatamento, Bezerra de Sá enfatiza que a irregularidade das chuvas contribui para que a degradação seja ainda mais acentuada em algumas regiões. “Há locais, por exemplo, aqui onde estou agora, em Petrolina — que é no extremo oeste de Pernambuco —, em que chove 450 a 500 milímetros por ano. O grande problema é essa irregularidade das chuvas: elas caem de forma muito concentrada, chove muito em pouco tempo, ou seja, os 500 milímetros se concentram em apenas dois, três meses e, às vezes, 20%, 30% da chuva do ano cai em apenas um dia”.

Amazônia: agir com sabedoria é agir a favor da terra



Egydio Schwade


Adital
Cada gesto que fazemos em direção à mãe terra desencadeia um processo de consequências boas ou más sobre a vida no Planeta. Quando este gesto ou investimento é correto desencadeia um processo de consequências a favor da vida, alcançando o objetivo da ação e outros no seu caminho.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Padre Ezequiel: 30 anos de martírio


 Por Assessoria de Imprensa
24 / Jul / 2015

Nesta sexta (24), celebra-se os 30 anos do martírio do padre Ezequiel Ramin, em Cacoal, em Rondônia.

Em parceria com os Missionários Combonianos, a Verbo Filmes produziu um documentário sobre a vida e a trajetória do sacerdote, em defesa dos mais pobres e dos injustiçados.

Assista ao documentário

Três dimensões da vida consagrada

Pe. Alfredo J. Gonçalves  - Adital
Ao chegar ao outono do Ano da Vida Religiosa Consagrada (VRC), convém manter de pé a reflexão sobre três de suas dimensões mais significativas: a oração, meditação e contemplação; a vida comunitária ou convivência fraterna; e a presença missionária entre os pobres e necessitados. Nessa perspectiva, podemos seguir de perto os passos da prática de Jesus, utilizando três metáforas em forma de binômio com forte simbologia para a VRC.



O futuro da humanidade está nas mãos dos povos



Cristiano Morsolin


Adital
Na viagem do Papa Francisco à América Latina um dos momentos de maior significado para o futuro do "apostolado dos excluídos e dos descartados” foi o II Encontro Mundial com os Movimentos Populares.
 

sábado, 25 de julho de 2015

Papa Francisco acerta a jugular do capitalismo

"Em lugar do capitalismo privativo e da mercantilização absoluta que vai corrompendo, arruinando, devastando, excluindo e matando igual rolo compressor, nosso Francisco adverte para o fortalecimento da ecologia integral", escreve Dirceu Benincá, teólogo e sociólogo.
 
Eis o artigo. 
 
 

Misericórdia que transforma



Carlos Ayala Ramírez


Adital
Em seu discurso na Bolívia ante homens e mulheres religiosos (sacerdotes, monges e seminaristas), o Papa Francisco fez um chamado a todos para aprender a escutar o grito dos pobres. Desde o relato de Marcos que descreve a cura do cego Bartimeu, apresentou uma das principais exigências que possui o mundo da religião: a solidariedade com os pobres, que exige saber escutá-los, seguindo o exemplo de Jesus.

A ortodoxia desastrada e os impasses estruturais

"Em questões estruturais, traços essenciais do 'modelo' que vinha sendo ensaiado no Brasil estão ameaçados", constata André Biancarelli, professor do Instituto de Economia da Unicamp e coordenador-executivo da Rede D, associação de acadêmicos da corrente desenvolvimentista, em artigo publicado por  Brasil Debate e reproduzido por Carta Maior, 22-07-2015.

Papa Francisco \ Documentos

Mensagem do Papa aos bispos ingleses pelo Dia da Vida


Tema do Dia da Vida fala sobre o respeito pela morte natural - ANSA
23/07/2015 14:15

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Mensagem Final do Congresso da Vida Consagrada - Bogotá 2015



DOCUMENTO
Adital
Bogotá, 18 – 21 de junho de 2015
 
"Bem- aventurada, aquela que acreditou” (Lc 1, 45), Vida Consagrada, porque a Ruah divina fará surgir em ti uma nova forma de vida.
1. As/s participantes no Congresso de VC de América Latina e o Caribe dirigimos esta Mensagem às pessoas consagradas, aos nossos Pastores e a todo o Povo de Deus do que somos parte, com a esperança de que, por médio deste escrito, possam também experimentar os convites que o Espírito Santo nos fez para um maior compromisso na vivencia da nossa vocação.

EXPERIÊNCIAS - MFPC – Ceará (apresentação Geraldo Frencken) - Encontro Olinda 2015

EXPERIÊNCIAS          MFPC – FORTALEZA (apresentação Geraldo Frencken)

JUSTIFICATIVA

·         Nós, casais – famílias, fazemos parte do “Povo de Deus” e dele somos uma parcela. Em meio a este povo há diversidade de dons e tarefas, vividos e assumidos em missão, o que significa num constante propósito de mudança e adaptação aos momentos atuais, atentos aos sinais dos tempos. É um constante processo pessoal e grupal de desinstalação, necessária a fim de formarmos, construirmos e participarmos da “Igreja em saída” (Papa Francisco).

Projeto de Lei sobre liberdade religiosa tramita sem debate com religiões não cristãs

Ana Clara Jovino
Adital
 
O Projeto de Lei 1219/2015, apresentado pelo deputado federal Leonardo Quintão (Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB – Minas Gerais), propõe o chamado Estatuto Jurídico da Liberdade Religiosa, que pretenderia regulamentar, de forma mais clara, a liberdade religiosa garantida pelo artigo 5º da Constituição Federal.

Três perguntas para entender a redução da meta do superavit

O governo da presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quarta-feira a redução da meta do superavit primário, que baixa de 1,1% do PIB (Produto Interno Bruto) para 0,15% em 2015.
 
Os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmaram que a desaceleração da economia brasileira foi superior ao esperado e a arrecadação de impostos foi menor do que o previsto, o que inviabilizaria o cumprimento da meta original.
 
O governo também anunciou corte de gastos de R$ 8,6 bilhões. O projeto foi enviada ao Congresso Nacional para aprovação.
 

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Jesus de Nazaré e as CEBs: da Solidariedade à luta por Justiça. Por uma pedagogia emancipatória (1)

Adital


Por Gilvander Luís Moreira*

"O camponês de Nazaré, nessa luta nos reuniu. Vem conosco caminhar, pela Terra Livre Brasil...” (Hino do 3º Congresso da PJR)

"Nada a temer senão o correr da luta / Nada a fazer senão esquecer o medo / Abrir o peito à força, numa procura / fugir às armadilhas da mata escura.” (Música Caçador de mim, de Milton Nascimento).

A teoria do “gotejamento” que não agrada ao papa

145 Poucos notaram, mas, no discurso aos movimentos populares pronunciado no dia 9 de julho, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, o Papa Francisco voltou a citar, embora de passagem, a teoria do “trickle-down”, ou seja, do “gotejamento”, segundo a qual os benefícios concedidos às classes mais ricas – por exemplo, do ponto de vista fiscal – favorecem toda a sociedade e “gotejam” também sobre os pobres. Substancialmente, segundo essa tese, quando o líquido (a riqueza) dentro do copo aumenta, em certo ponto, transborda e escorre para baixo, provocando repercussões favoráveis tanto sobre a classe média quanto sobre os mais pobres.

A culpa é nossa, eleitor!

Continua na moda falar mal dos políticos, embora haja centenas deles éticos, competentes e atuantes em favor do povo. Infelizmente são exceções.
A maioria dos eleitos não representa os interesses populares. São lobistas investidos de mandatos e imunidade para favorecer interesses corporativos. Como a bancada do B no Congresso: bala, bola e Bíblia. Somam-se a ela a do agronegócio, a da homofobia, a das bebidas alcoólicas, a da criminalização dos menores etc.

'A mudança climática é um problema de justiça social': o discurso do papa aos prefeitos do mundo

Na tarde desta terça-feira, 21 de julho, às 17h, o Santo Padre Francisco falou na Aula do Sínodo no Vaticano ao Workshop Modern Slavery and Climate Change: the Commitment of the Cities, organizado pela Pontifícia Academia das Ciências Sociais, do qual participaram os prefeitos de grandes cidades do planeta, para enfrentar duas emergências interligadas: a crise climática e as novas formas de escravidão.
Durante o encontro com os prefeitos provenientes de todo o mundo, o papa pronunciou de improviso um breve discurso em espanhol, do qual oferecemos uma transcrição.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

MFPC ENCONTRO OLINDA 2015: TEXTO PALESTRA - ALMIR SIMÕES - BAHIA


NOVOS RUMOS PARA O MFPC - PROPOSTA DE ABERTURA
ENCONTRO  REGIONAL DE OLINDA – 17 a 19 / 07 / 2015 - Almir Simões

1 –  AGRADECIMENTO E CONTEXTUALIZAÇÂO

Esta proposta foi apresentada em Florianópolis em rabiscos , tempo limitadíssimo, sem discursão nem clima para debate.  Em função disto eu fiz uma apresentação  nervosa, hoje aqui me sinto aliviado.  Agradeço ao colega Gilberto Gonzaga que corrigiu, deu forma e publicou no Jornal Rumos e ao José Edson que retomou a ideia sugerindo o debate neste Encontro Regional de Olinda. Igualmente ao Tavares e Felix que anteciparam-me algumas críticas, muito oportunas e bem-vindas. Por isso ao texto original  que vocês possuem, houve algumas modificações e enxertos para maior esclarecimento e aprofundamento.

Seca no Nordeste e as consequências da má gestão dos recursos hídricos. Entrevista especial com João Abner Guimarães Júnior

“A prioridade no momento é fazer medidas de curto prazo, porque estamos atravessando a maior seca do século, temos o maior problema de carro-pipa da história, e esse já é um indicador da falência do sistema de abastecimento na região”, adverte o engenheiro hidráulico.
Foto: http://sitionovornemfoco.blogspot.com.br
O primeiro diagnóstico acerca da seca mais intensa do último século que atinge o Nordeste brasileiro, é de que existe água disponível para o consumo humano no Ceará, na Paraíba e no Rio Grande do Norte, mas para ter acesso a ela é preciso resolver o problema da má gestão dos recursos hídricos na região, afirma João Abner Guimarães Júnior à IHU On-Line.
Na entrevista a seguir, concedida por telefone, o engenheiro hidráulico explica que a seca continua agindo na região, e os caminhões-pipa chegam a transitar 300 quilômetros para buscar água no litoral nordestino e abastecer as cidades do interior do Rio Grande do  Norte, por exemplo, a um custo de até 100 reais o metro cúbico da água.
Entre as regiões que enfrentam uma situação de crise de abastecimento de água para o consumo humano, João Abner Guimarães Júnior destaca a situação de Seridó, no sertão nordestino, que poderia ser abastecida pela barragem Armando Ribeiro Gonçalves, que fica a 70 quilômetros de distância. “As duas maiores cidades da região, entre elas, Caicó, que tem 50 mil habitantes, estão na iminência de colapso total de água, apesar de ter água na região”, informa.

Papa condena o 'novo colonialismo'



Frei Betto


Adital
Na semana passada, o papa Francisco visitou Equador, Bolívia e Paraguai. Em seu estilo profético, deixou clara a opção pelos mais pobres.
Na periferia de Assunção, esteve com as 23 mil famílias que ocupam a área de Bañado Norte e, há 30 anos, lutam pelo título de propriedade. Francisco se declarou feliz por estar "em sua terra”, em explícito apoio à reivindicação dos ocupantes.

Papa Francisco \ Encontros e Eventos

Atividades do Papa no verão europeu: Pontificado fora do comum 

Santo Padre aproveita a pausa de verão para preparar discursos da próxima viagem - ANSA

18/07/2015 09:41

terça-feira, 21 de julho de 2015

Reunião de prefeitos com Papa será transmitida na internet

Papa Francisco
Foto: Ilustração
Papa Francisco
Pautada pelo tema das mudanças climáticas, escravidão moderna e desenvolvimento sustentável, a reunião de prefeitos com o papa Francisco, que ocorrerá, no Vaticano, nesta terça-feira (21), às 17h (hora local / 12h no Brasil), terá transmissão ao vivo, pela internet. O Workshop "Escravidão Moderna e Mudanças Climáticas: o Compromisso das Cidades", será transmitido a partir das 9h (hora local/ 4h no Brasil).
 
Os prefeitos de Belo Horizonte (MG), Marcio Lacerda, presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP); de São Paulo (SP), Fernando Haddad, vice-presidente, do Rio de Janeiro (RJ), Eduardo Paes, vice-presidente de Relações com o Congresso Nacional, de Salvador (BA), ACM Neto, 2º secretário da FNP; de Curitiba (PR), Gustavo Fruet, vice-presidente de Urbanismo e Licenciamento; de Porto Alegre (RS), José Fortunati, vice-presidente de Relações Institucionais e de Goiânia (GO), Paulo Garcia, vice-presidente estadual, participarão das atividades.

Encontro de prefeitos das maiores cidades do mundo encontram o Papa. A carta dos Movimentos Populares

O Papa Francisco convocou cerca de cem prefeitos das maiores cidades do Mundo. O encontro acontece no dia de hoje, 21 de julho, em Roma. Em pauta os temas do clima e das escravidões modernas.

Do Brasil participam os prefeitos de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Curitiba, Porto Alegre e Goiânia.
 
A secretaria do Encontro Mundial dos Movimentos Populares que se encontram com o papa Francisco, enviou uma carta que será lida e entregue no encontro.

Papa Francisco \ Angelus

Papa destaca a "grande potencialidade humana e espiritual" latino-americana                        

"Ver, ter compaixão e ensinar" foram os "três verbos do Pastor" destacados por Francisco no Angelus - AFP
19/07/2015 11:13

O PAPA DO POVO:

Card. Braz de Aviz comenta viagem à América Latina
Papa em visita ao bairro de Bañado Norte, em Assunção - ANSA

20/07/2015 10:45

Outra agenda econômica é possível



Marcio Pochmann


Adital
Em Revista do Brasil
O diagnóstico de que a economia brasileira não cresceria mais sem antes haver a recuperação do grau de confiança dos empresários levou a equipe econômica do segundo governo da presidenta Dilma Rousseff a defender um conjunto de medidas definidas como ajuste fiscal. Isso porque a queda nas expectativas dos empresários foi entendida pelo governo federal como decorrente de piora na situação das contas públicas.

NULIDADE MATRIMONIAL: NOVIDADES À VISTA

casamento
O defensor do vínculo passará a ser uma das figuras-chaves do processo
Por Edson Sampel
 
São Paulo, Região Sudeste, Brasil, 13 de Julho de 2015 (ZENIT.org)
 
Durante o XXX Encontro da Sociedade Brasileira de Canonistas -SBC (Campinas, 6 a 11 de julho de 2015), o magnífico reitor da Pontifícia Universidade Santo Tomás de Aquino, de Roma, proferiu uma palestra acerca das propostas de mudança do processo de nulidade do sacramento do matrimônio. Sua magnificência, pe. dr. Miroslav Adam, OP, é membro da comissão nomeada pelo papa Francisco para estudar as possíveis alterações da legislação canônica com vistas à maior celeridade e à simplificação do procedimento de nulidade matrimonial.

segunda-feira, 20 de julho de 2015

MFPC - ENCONTRO REGIONAL - NORTE e NORDESTE - OLINDA 2015

Encerrou-se neste domingo (19 de julho de 2015) o 1º ENCONTRO REGIONAL Norte/Nordeste do Movimento das Famílias dos Padres Casados do Brasil que teve como tema: Novos rumos para o MFPC.

    O evento foi realizado no Convento da Conceição, das irmãs Dorotéias, no Alto da Sé de Olinda, ao lado da Academia Santa Gertrudes, das Irmãs Beneditinas, Olinda – Pernambuco de 17 a 19 desde mês e contou com a participação de representantes de Pernambuco, Ceará, Maranhão, Bahia e Pará.

MFPC: ENCONTRO OLINDA - GRUPO DO CEARÁ


MFPC: ENCONTRO OLINDA - FOTO - GRUPO DE PERNAMBUCO


FOTOS - 3o DIA - ENCONTRO REGIONAL - MFPC BRASIL - OLINDA - 19 de Julho de 2015


 Clique abaixo para ver mais fotos:

Um furacão na América do Sul


 Selvino Heck  -  Adital
 
"Que tempos são esses em que a palavra mais avançada no mundo é a do Chefe de Estado do Vaticano?”, perguntou Andressa Caldas, do Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos do MERCOSUL, na Cúpula Social do MERCOSUL em Brasília, com o título "Avançar no MERCOSUL com mais Integração, mais Direitos e mais Participação”.