sexta-feira, 30 de setembro de 2016

"Inadequado": jesuíta alemão liquida o último livro de Bento XVI

"Este livro não deveria existir", disse o teólogo jesuíta austríaco Andreas Batlogg, comentando em uma rádio alemã o livro-entrevista com Bento XVI, editado por Peter Seewald, publicado na Itália com o título Ultime conversazioni [Últimas conversas] (Ed. Garzanti).
A reportagem é de Matteo Matzuzzi, publicada no jornal Il Foglio, 27-09-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Card. Hummes: Situação brasileira é ambígua, Igreja indique rumos

Cidade do Vaticano (RV) – Um dos atores na cena social do contexto brasileiro, a Igreja Católica é chamada a dar a sua orientação neste momento de crise conjuntural. Desde sempre um defensor dos direitos dos trabalhadores, o Cardeal Cláudio Hummes, Prefeito emérito da Congregação para o Clero e Arcebispo emérito de São Paulo; atual Presidente da Comissão Episcopal para a Amazônia e da Rede Eclesial Pan-amazônica, REPAM, vê o Brasil dividido social, econômica e politicamente, mas unido no desejo de políticos honestos no governo. Em exclusiva à RV, o Cardeal comenta:

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

"Nos rostos sofridos dos refugiados, a Igreja vê o Senhor em sua Paixão"

Cidade do Vaticano (RV) – Na manhã desta quinta-feira (29/09), o Papa recebeu os membros de organizações de caridade católica que trabalham pela Síria, o Iraque e países limítrofes na tentativa de atenuar o sofrimento de milhões de pessoas vítimas dos conflitos atuais. Os membros do Cor Unum estão reunidos em Roma.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Contas. Ética e política


Anselmo Borges –24/09/2016

Terceirização, uma solução de terceira para a economia

Senado e o STF ensaiam uma regressão de 190 anos na legislação trabalhista.
A reportagem é de Carlos Drummond, publicada por CartaCapital, 26-09-2016.
Está nas mãos do Congresso e do Supremo Tribunal Federal, com apoio do governo Temer, a decisão sobre se o Brasil permanece às portas do século XXI ou retorna a um passado de mais de 190 anos, o da Constituição de 1824.O Senado deve votar a qualquer momento o Projeto de Lei 4.330, aprovado pela Câmara, para permitir aterceirização das atividades-fim, até hoje só admitida nas atividades-meio. O STF informou ao Congresso que, se ele não der tratamento à questão, a Corte apreciará a ação da empresa Cenibra, que vai na mesma direção do projeto de lei.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

MISSÃO É PARTIR

Amigas, amigos,
Hoje, dia 27 de setembro, lembramos Vicente de Paulo, aquele que amava Deus nos pobres.
Helder Camara o seguiu nesta tarefa. Os dois se encontraram  na mesma MISSÃO. Helder fez uma poesia que nos ajuda a refletir um bocadinho. Em anexo.

Abraço. Geraldo Frencken

Missão é partir, caminhar,
deixar tudo,
sair de si, quebrar a crosta do egoísmo
que nos fecha no noss
o Eu.
É parar de dar volta ao redor de nós mesmos
como se fôssemos o centro do mundo e da vida.

É não se deixar bloquear nos problemas
do pequeno mundo a que pertencemos:
a humanidade é maior.
Missão é sempre partir, mas não devorar quilômetros
É, sobretudo, abrir-se aos outros como irmãos,
descobri-los e encontrá-los.
E, se para encontrá-los e amá-los
é preciso atravessar os mares e voar lá nos céus,
então Missão é partir até os confins do mundo.



Helder Camara

Pedro Casaldáliga, o bispo que enfrentou a ditadura em nome dos índios

Pedro Casaldáliga se tornou uma referência internacional na luta pelos direitos humanos

Lucas Ferraz (Agência Pública) – 24 SET 2016  
Na Foto: Pedro Casaldáliga, o bispo que enfrentou a ditadura em nome dos índios
O senhor de corpo franzino, dependente da cadeira de rodas, era ansiosamente aguardado na noite do terceiro sábado de julho em Ribeirão Cascalheira, a 891 km de Cuiabá, no nordeste do Mato Grosso. Pela primeira vez, a presença de dom Pedro Casaldáliga na Romaria dos Mártires, que ele criou há 30 anos, era uma incógnita.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Ennio Morricone: “Como aprendi a amar um trabalho que eu não queria fazer”

 O Maestro: “Tentei muitas vezes parar, agora entendi: só o cinema permite escrever música total”
Ennio Morricone
PIERO NEGRI – 24/09/2016
Foto: Ennio Morricone em uma foto tirada em Londres em fevereiro passado: o Maestro escreveu, escolheu, orquestrou e dirigiu todas as melodias do seu novo álbum  -REUTERS
São quase 88anos de idade, 60 de atividade. Os discos vendidos são 70 (milhões), os trabalhos concluídos cerca de 600 (dos quais 500 para o cinema), 2 Oscar, um pelo conjunto da obra em 2007, o outro este ano pelas músicas de ‘The Hateful Eight’ [Os Oito Odiados].
Os números de Ennio Morricone, embora surpreendentes, não podem porém restituir a importância, a influência e a originalidade da sua carreira artística. Nem a sua extraordinária vitalidade: com 87 anos o Maestro assinou um contrato com uma das gravadoras mais importantes do mundo, a Decca, que em 11 de novembro [próximo] – um dia depois de seu 88o aniversário – irá lançar Morricone 60, um álbum de composições de Morricone, escolhidas, revisadas, dirigidas e gravadas por ele.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A crise e o discurso de urgência com o sinal invertido. Entrevista especial com Rodrigo Nunes

Em meio à atual crise política do país, há uma “disputa” sobre qual será o perfil daesquerda brasileira daqui para frente. A tensão se dá entre dois opostos: de um lado, “uma hegemonia em declínio” e, de outro, “uma composição multitudinária, em que poderá haver uma unidade de ação, mas um novo projeto demorará a ser construído, e só poderá sê-lo levando em conta as diferentes perspectivas que compõem este novo cenário”, constata Rodrigo Nunes em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line. Para ele, a esquerda brasileira está passando por um momento de transição, no qual “ou será multitudinária ou não será”, porque “tentar hegemonizá-la” novamente “equivale a matá-la, o que implica solapar a capacidade de resistir às reformas”, diz.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Bauman: "As guerras religiosas? Apenas uma das ofertas do mercado"

"As guerras religiosas? Apenas uma das ofertas do mercado." Encontramos em Assis, antes do seu discurso, Zygmunt Bauman, o mais importante estudioso da sociedade pós-moderna, que contou em páginas memoráveis a angústia do homem contemporâneo. E ele nos fala sobre o desafio do diálogo.
A reportagem é de Stefania Falasca, publicada no jornal Avvenire, 20-09-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Encontro ecumênico em Assis: um chamado ao diálogo necessário

 “É necessário confiar as esperanças do gênero humano não aos generais do choque de civilizações, mas a nós, soldados simples da vida cotidiana”

Stefania Falasca – 19 Setembro 2016
 
Nas palavras de Zygmunt Bauman, o encontro pela paz que se inicia neste domingo em Assis nos diz isto: “É necessário confiar as esperanças do gênero humano não aos generais do choque de civilizações, mas a nós, soldados simples da vida cotidiana”. Encontramo-lo no terraço com vista para a Cidade da Paz e, enquanto bebe um café, o mais afiado estudioso da sociedade pós-moderna reflete deste modo sobre as guerras e sobre o diálogo: “Nós não podemos nos isentar de viver juntos, e, se há uma palavra que deve ser repetida continuamente, é: diálogo”. 

Uma Carta Impaciente de Deus: Rivalidades bobas em religião

GuerrasReligiosasDe: Deus // Aos: Meus filhos da Terra
Assunto: Rivalidades bobas em religião
Este artigo foi publicado neste Site em 2009. Mas, devido ao dia de Oração pela Paza, de Papa Francisco e muitos líderes religiosos mundiais  de várias Religiões, em Assis, achamos oportuno republicá-lo hoje. – Se Deus é o Senhor da História, provavelmente ele promoveu ou, pelo menos, permitiu a multiplicidade de Religiões, como o fez em relação às Raças, Línguas, Culturas, etc. E, então, por que nós deveríamos ser exclusivistas e intolerantes?  (NdR)

sábado, 17 de setembro de 2016

Bispo de Setúbal (Portugal) evoca Igreja de celebrações «ritualmente perfeitas» mas onde falta atenção à fome e abandono

Imagem
 Rui Jorge Martins  - 13/09/2016
«Não olhem com indiferença para os milhões de refugiados e miseráveis, que ficam à margem das estradas da nossa sociedade. Animados pela Palavra e pelo Espírito de Deus, sejam portadores de vida, de misericórdia para as vossas famílias e comunidades», apontou.
Numa celebração evocadora de acontecimentos ocorridos há quase cem anos, o prelado vincou que a Igreja deve estar aberta à novidade: «Abram-se à força renovadora do Espírito e deixem-se guiar por Ele, que é mestre para criar nova vida e nova esperança»
O bispo de Setúbal evocou hoje a Igreja católica “que, tantas vezes, organiza solenes celebrações, ritualmente perfeitas, mas onde falta o vinho da cordialidade, da atenção aos que sofrem a fome, a negligência e o abandono. Também para esta nossa Igreja, Maria olha com carinho preocupado, para nós que a constituímos. O seu olhar de mãe atenta e misericordiosa soa como desafio e encorajamento”,

Francisco fala claramente: uma segunda família é melhor que uma família desestruturada

Andrew Brown – 16 Setembro 2016  
Papa Francisco tem dois modos de lidar com a oposição:
  • um modo é via manobras pacientes, que podem durar anos;
  • e a outra é por explosões súbitas, apresentadas em poucas e memoráveis palavras. 
Na questão sobre como lidar com os fiéis católicos divorciados e recasados no civil, ele convocou dois encontros mundiais dos bispos, em 2014 e 2015, e os viu debater em público com uma ferocidade inédita sobre se – e como – a Igreja deveria reconhecer os segundos casamentos.
A reportagem é de Andrew Brown, publicada por The Guardian, 14-09-2016. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

A igreja do diabo

No altar dos juros de 14,25% ao ano, a promessa de rentabilidade extraordinária aos capitais errantes

 “Nos últimos meses, trovejaram condenações aos interesses corporativos de aposentados, trabalhadores e mães do Bolsa Família pelo “ataque” ao Orçamento público. Em 2015, o Orçamento original destinou 103 bilhões de reais ao Ministério da Educação, 121 bilhões ao da Saúde, 75 bilhões ao Desenvolvimento Social e 20 bilhões aos Transportes. Somados aos 86 bilhões do déficit da Previdência, os gastos chegariam a 405 bilhões.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Deslocar seminaristas levanta o debate sobre a formação do futuro clero

"Suspeito que o arcebispo de Dublin, alguém que passou a maior parte de sua vida sacerdotal em um escritório no Vaticano, não está feliz em mandar os seus seminaristas aRoma. Pelo contrário, ele considera essa atitude a única forma de incitar uma discussão mais importante e urgente a respeito da natureza da formação sacerdotal". 
O comentário é de Robert Mickens, editor-chefe da Global Pulse e teólogo, em artigo publicado por National Catholic Reporter, 02-09-2016. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

MUJICA:

"Papa tem razão sobre 3ª Guerra Mundial em pedaços”

Papa Francisco recebe o ex-presidente Mujica em 28 de maio de 2015 - ANSA
06/09/2016 10:50
Rádio Vaticano (RV) – O ex-Presidente do Uruguai José Mujica afirmou pensar que “o Papa tem razão: estamos vivendo uma Terceira Guerra Mundial fragmentada em capítulos”.

Dois Sínodos sobre o ministério ordenado? O terceiro sonho de Martini e o terceiro sínodo de Francisco

Andrea Grillo – 01/09/2016 no blog: Come se non
Tradução: Orlando Almeidamartinibergo
“Os sonhos de Martini e os projetos de Francisco: nesta correspondência, com menos de 20 anos de distância, tentemos recuperar o terreno perdido”.
A afirmação é de Andrea Grillo, leigo, casado, Doutor em teologia pelo Instituto de Liturgia Pastoral de Pádua, professor do Pontifício Ateneu S. Anselmo, de Roma, do Instituto Teológico Marchigiano, de Ancona, e do Instituto de Liturgia Pastoral da Abadia de Santa Giustina, de Pádua.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

PAPA FRANCISCO:

Papa lista 5 obstáculos que impedem de sentir a real presença de Deus

Francisco durante a Audiência Geral - REUTERS
07/09/2016 10:29
Rádio Vaticano (RV) – “É a misericórdia que salva”. Inspirado nesta afirmação do Evangelho de Mateus, o Papa Francisco conduziu a Audiência Geral de quarta-feira (7/9) e citou a dúvida da “noite escura no coração” de João Batista, que não entendia o “estilo muito diferente” de agir de Cristo – “o instrumento concreto da misericórdia do Pai”.

Dia da Pátria – 7 de setembro

2
Independência do Brasil é celebrada em todo dia 07 de setembro. Essa comemoração acontece desde a época do Primeiro  

Império, que, a cada ano, rememorava a ocasião em que o país se tornou independente de Portugal no ano de 1822. O processo de independência do Brasil teve como principais atores históricos, além dopríncipe regente D. Pedro (que se tornou o imperador D. Pedro I), alguns representantes da elite interessada na ruptura entre Brasil e Portugal. Entre esses representantes, encontrava-se aquele que também se tornou um dos maiores articuladores do Império, José Bonifácio de Andrada e Silva.

Movimentos sociais e pastorais convocam população para o Grito dos/as Excluídos/as neste dia 7

Em sua 22ª edição, o Grito dos e das Excluídos(as) de 2016 traz o lema “Este Sistema é Insuportável: Exclui, Degrada, Mata” e será realizado em 24 estados do Brasil. Tradicionalmente, o evento é realizado no dia 7 de setembro e organizado por diversos movimentos sociais, organizações e pastorais.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Papa Francisco: uma voz improvável pelo ambiente. Editorial do jornal The Guardian

"As mudanças climáticas são um problema global e só podem ser combatidas por algum tipo de consciência global e um sentido do bem comum que envolva toda a humanidade", afirma o editorial do jornal inglês The Guardian, 01-09-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.
Segundo o editorial, precisamos da "ajuda de pessoas que sejam claras sobre a distinção entre humanos e deuses. Aqui entra o Papa Francisco tem jogado o peso do seu papado sobre o movimento ambiental de uma forma sem precedentes. Ele não está sozinho. Todas as religiões mundiais organizadas têm agora uma forte consciência ambiental. Todas elas são afetadas".

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

“A hierarquia precisou vir depois, não a partir do Evangelho, mas apesar do Evangelho”

   Xabier Pikaza 
“No princípio, o movimento de Jesus não era hierárquico, mas messiânico; não promovia uma ordem sacerdotal, mas uma experiência de comunhão de todos, começando pelos menos importantes.
Na raiz, o cristianismo continuou sendo o que era e assim pôde se expandir entre os novos povos, após a queda do Império Romano, mas aceitou e sacralizou, de fato, a distinção dos crentes em dois níveis dentro da Igreja”, escreve o teólogo espanhol Xabier Pikaza, em artigo publicado por Religión Digital, 28-08-2016.

Teilhard de Chardin, um homem extremamente contemporâneo

Por: Jonas Jorge da Silva |
Foto: Rezar com os Místicos
A vida, o pensamento e a espiritualidade de Pierre Teilhard de Chardin é um permanente flagrante do quão íntimo Deus é de toda a sua Criação, de como se faz urgente levarmos às últimas consequências o que este grande místico cristão nos legou: “O Deus, que fez o homem para que este o encontre é tão espalhado e tangível como a atmosfera em que nós somos banhados. Ele nos envolve por todos os lados”. De fato, Teilhard de Chardin tem muito a nos dizer neste momento em que a humanidade anseia reencontrar seu ponto de equilíbrio. Foi com esta inspiração que, no último dia 27 de agosto, com a assessoria do teólogo Luiz Balsan (FAVI), estivemos juntos para mais uma etapa doRezar com os Místicos, em Curitiba, em atividade organizada pelo CJCIAS/CEPAT, com o apoio do IHU.

sábado, 3 de setembro de 2016

O 14.º Simpósio Intercristão dos Teólogos Ortodoxos e Católicos

31/08/2016 – Decorre de 28 a 30 deste mês em Salónica, na Grécia, o tradicional Simpósio Intercristão  dos Teólogos Ortodoxos e Católicos promovido pelo Instituto Franciscano de Espiritualidade da Pontifícia Universidade Antonianium de Roma e pela Faculdade Teológica Ortodoxa da Universidade Aristóteles de Salónica. O escopo é favorecer o diálogo teológico e cultural entre católicos e ortodoxos.  O tema deste ano é“A necessidade de uma reevangelização das comunidades cristãs na Europa”.

Bispos do Brasil defendem a lei Ficha Limpa

Brasília (RV) - Em nota oficial a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se pronunciou em defesa da Lei da Ficha Limpa.
No texto, os bispos conclamam "a população, legítima autora da Lei da Ficha Limpa, a defendê-la de toda iniciativa que vise ao seu esvaziamento"

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Laudato si - Francisco e o Irmão Petróleo

Francisco e o Irmão Petróleo 

IRMÃO PETRÓLEO

FRANCISCO A paz esteja com vocês, irmãs e irmãos! Paz e felicidade e bênçãos    de Deus, que é nosso pai e nossa mãe! Sou Francisco de Assis, amante da Natureza e amante de suas criaturas...  
BARQUEIRO Segure-se bem, padinho, que há ondas!
FRANCISCO Estou navegando pelo rio mais caudaloso do mundo... o grande Amazonas, o rio mar, como o chamam!  Estou na Amazônia do Brasil... A meu redor, árvores imensas, uma selva densa... Irmão barqueiro, falta muito para chegar?

Pierangelo Sequeri: o programa do novo decano do Instituto “João Paulo II”.

 Andrea Grillo sequeri02
 Pierangelo Sequeri  (foto) não é teólogo moralista, não está ligado a movimentos eclesiais, é um homem de fé e de cultura, não ideológico e não maximalista. Ele não faz uma teologia de farmacêutico, não usa a ‘balança’, não lê a Escritura com crivo fundamentalista, não tem a ansiedade da definição objetiva. Ele propõe uma ‘hermenêutica sapiencial da tradição’, mesmo daquela matrimonial e familiar.”
A opinião é do teólogo italiano Andrea Grillo, leigo casado, teólogo, professor do Pontifício Ateneu S. Anselmo, de Roma, do Instituto Teológico Marchigiano, de Ancona, e doInstituto de Liturgia Pastoral da Abadia de Santa Giustina, de Pádua.
O artigo foi publicado no seu blog Come Se Non, 18-08-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Ratzinger: “Comunhão profunda e amizade com Francisco”

 ANDREA TORNIELLI  – CIDADE DO VATICANO – 24/08/2016
Foto: Francisco e Bento XVI 
O colóquio do Papa Emérito com Elio Guerriero: “O que ele diz da disponibilidade para com os outros homens, não são somente palavras. Ele a põe em prática comigo”. Decisivo para a renúncia o não sentir-se em condições de enfrentar a viagem ao Rio para a JMJ
“A obediência ao meu sucessor nunca estevem discussão. Mas além disso há o sentimento de comunhão profunda e de amizade”. São palavras do Papa Emérito. Dentro de poucos dias será publicado o livro-entrevista de Peter Seewald com Bento XVI, conversas que ocorreram após a histórica decisão de renunciar ao papado. O livro intitula-se “Ultime conversazioni” [Últimas conversas].

Francisco: o cristão “gosta de arriscar e sair, não forçado por sendas já traçadas, mas aberto e fiel às rotas indicadas pelo Espírito”

Texto completo da homilia do Santo Padre Francisco na Celebração Eucarística no Santuário João Paulo II, em Łagiewniki
El Papa En El Santuario De La Divina Misericordia, Polonia - @Servizio Fotografico - L'Osservatore Romano
Na manhã deste sábado, o Santo Padre Francisco presidiu a Celebração Eucarística no Santuário João Paulo II, em Łagiewniki, para sacerdotes, religiosas e religiosos,leigos consagrados e seminaristas. Eis o texto da homilia na íntegra: