quinta-feira, 9 de março de 2017

O CORPO É VÍTIMA DA MENTE?

Ao estudar a mente humana e acolher relatos de pacientes, fui confirmando, cada vez mais, o poder da mente sobre o corpo. Isso me relembrou a famosa expressão latina do poeta Juvenal: “Mens sana in corpore sano” (uma mente sã num corpo são), que mesmo sem os atuais conhecimentos sobre a mente inconsciente, já desejava ao ser humano uma mente sã num corpo são. Remeti-me, ainda, às conclusões da medicina contemporânea, de que a maioria das nossas doenças é psicossomática (psico = mente, soma, do grego = corpo). Consequência do poder da mente, que leva o corpo a adoecer e até morrer. O câncer é um exemplo. Como funciona? Se alguém, por algum motivo inconsciente, sentir uma rejeição registrada na vida intrauterina e desejar morrer, a mente, com sua criatividade, sem pensar nem julgar, começa a gerar uma doença em órgãos sensíveis ou íntimos (na mulher: útero, seios; no homem: próstata, cabeça), a fim de matá-lo, já que há um desejo inconsciente. O inconsciente é um executivo de crenças introjetadas, positivas ou negativas, assim como é um excelente administrador interno de doenças ou de saúde, pois ele, tanto mata quanto cura.


Chamou-me a atenção, a exemplo deste poder do inconsciente, o relato de duas irmãs que atendi. Ao entrarem juntas no consultório, contaram suas histórias desde a infância. Enalteceram o pai e a mãe. Depois, uma falou-me: “O nosso pai tinha um grave defeito: enamorava-se das empregadas que trabalhavam em nossa casa. Aconteceu um dia, quando nós, crianças inocentes, com nove e dez anos, entramos, inesperadamente, na cozinha, e vimos papai pegando nos seis da empregada. Veja o quanto isso nos marcou! Fomos crescendo, chegaram a adolescência e a juventude e, incrível, os nossos seios não cresceram. Casamo-nos, tivemos filhos e não lhes demos de mamar por não termos seios crescidos para tal.”
Que aconteceu? Introjetou-se nas mentes inconscientes daquelas crianças, um medo, associado a um sentimento profundo, que lhes gerou esta crença: “Se os nossos seios crescerem, o papai vai também pegá-los.” O inconsciente é literal, os seus seios não se desenvolveram, para, provavelmente, não terem que passar por aquele possível constrangimento com o pai, porém ficaram as consequências para suas vidas de mulheres adultas.
Portanto, o corpo é vítima da mente! Cuidemos da nossa mente, para termos um corpo saudável.
Luciano Sampaio

Psicanalista

Nenhum comentário:

Postar um comentário