domingo, 24 de dezembro de 2017

NO MEIO DA NOITE

NO MEIO DA NOITE

Homens:         No coração da noite
quiseste nascer na obscuridade,
Filho bem amado, pra nos reunir!

Mulheres:       Se tivesse medo das sombras
terias nascido ao meio-dia.
Preferiste meia-noite!

Homens:         Aos irmãos da sombra hoje vens dizer:
“Recriai o mundo partindo da noite!”
Senhor, nascestes no meio da noite,
porque a noite carrega a aurora no seio!
No coração da noite
a esperança é tinta morta num tinteiro esquecido.



Mulheres:       No coração da noite estou nua frente às portas
e as portas estão fechadas.
Mais negra é a noite e mais longe é a aurora.
Ontem já passou e o hoje ainda vai vir.
No coração da noite,
quando o rebando das sombras
tenta em vão a liberdade.
No coração da noite
faço parte deste grupo das crianças deserdadas.

Homens:         Mais negra é a noite, mais longe está a aurora.
Ontem já passou e o hoje ainda vai vir.
No coração da noite do profundo das minhas trevas
vi a sombra se abrasar,
dominando os cantos tristes.

TODOS:    É O GRITO DE UM MENINO!

Homens:         Mais negra é a noite
mais brilhante é a aurora.
Ontem já passou, quando o hoje renasce da morte.

Mulheres:       Tu, mulher, escutaste o grito do recém-nascido na noite .....
Eles, os grandes, os Impérios não compreenderam.
Onde estão, agora, os Impérios poderosíssimos de ontem?



Homens:         Os pessimistas exclamam de novo:
“Hoje, estes Impérios estão ultrapassados.
Mesmo as superpotências estão ultrapassadas
por Alianças apocalípticas que englobam
poder econômico e poder militar,
os cérebros mais válidos,
os grandes meios de Comunicação Social.
Até as Religiões, muitas vezes, caem na engrenagem.


TODOS:    MAS COMO ESQUECER
QUE MAIS ESCURA É A NOITE
MAIS BELA É A AURORA!

AURORA, APÓS A NOITE,
TU VERÁS DOIS MUNDOS REUNIDOS?
UM CANTO, UMA SINFONIA!
DOIS MUNDOS REUNIDOS. UM CANTO!

O ESPÍRITO SOPRA NO MEIO DA NOITE ..... !





Dom Helder Camara


Na “SINFONIA DOS DOIS MUNDOS”

FONTE: Geraldo Frencken geraldof99@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário